Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

Tocando Agora
Músicas recentes: Veja as músicas que já tocaram por aqui.
Fale conosco via Whatsapp: +55 19 995774936
No comando: Madrugada Flashback

Das 00:00 às 05:59

No comando: Manhã Flashback

Das 06:00 às 09:00

No comando: Tunel do Tempo

Das 09:01 às 12:00

No comando: 80s & 90s Hits

Das 12:01 às 18:00

No comando: De Volta ao Passado

Das 18:01 às 21:00

No comando: Fundo do Bau

Das 18:01 às 23:59

No comando: Especial As 10+ com DJ Denis

Das 20:01 às 21:00

No comando: Especial AsiloFM

Das 21:01 às 21:50

No comando: Flashback 80s e 90s

Das 21:55 às 23:59

Menu

A Década que Não Acabou

De tudo o que pode explicar a febre dos anos 1980, a nostalgia é o que mais aparece nas respostas. E isso tem muito a ver com aquela velha ideia de que tudo era melhor no passado.

“Nosso cérebro engana a gente, cria uma aura de ‘nossa, como essas coisas eram legais’. E aí por conta disso a gente fica tentando recriar essas sensações”, explica Thiago Costa, 37, professor da Faculdade de Comunicação da FAAP. Por isso, nada mais natural do que quem era criança naquela época e está na indústria hoje em dia usar essas referências e “realizar o sonho de criança”, como foi o caso dos criadores de “Stranger Things”, os irmãos Ross e Matt Duffer, 33.
Em entrevista ao “The Guardian”no lançamento da série, no ano passado, ambos assumiram a vontade de prestar homenagem aos filmes que fizeram parte de sua formação: “Quando você é criança, você não assiste a um filme só uma vez. Você vê 10, 20 vezes. Esses eram os filmes com os quais crescemos. Eles se tornaram parte de nós”….
E quem também está na casa dos 40 anos, mas não necessariamente atrás das câmeras, tem potencial para ser um grande mercado consumidor….
Do lado de quem assiste também a favor o fato de produções como “O Clube dos Cinco” e “Conta Comigo” trazerem histórias de amizade e aventuras em grupo, que têm um apelo universal, ainda mais em uma época em que o contato é, principalmente, digital, segundo Costa: “Essa ideia de grupo de suporte tem um apelo muito bom num mundo em que a gente está se sentindo meio isolado, meio sozinho, mesmo em um mundo conectado com muita gente”. Com isso em vista, não é difícil entender porque “Stranger Things” faz sucesso inclusive com o público mais novo, nascido depois dos anos 2000.
E por que os anos 1980, especificamente, são tão mais reverenciados no cinema e na TV do que as outras décadas? Aqui, não é só a nostalgia que vale, mas também a ingenuidade das produções. “Nos anos 1980 havia uma certa inocência que fazia a gente produzir coisas muito simples, e a simplicidade sempre ajuda o público a responder àquelas produções. E se a gente pensar no que veio antes e no que veio depois, nos anos 1970 havia uma ideia de romper com a ordem estabelecida, a contracultura; nos 1990 a gente tinha um cinismo, uma ideia de que eu não posso ser tão bobinho. E os anos 1980 não queriam fazer nada disso, era simplesmente para divertir.”

Deixe seu comentário:

2